emergir01.jpg

Emergir

emergir

 

 

Ao longo de doze meses fiz do filme de 35mm objeto rotineiro, omnipresente. Fi-lo para que se tornasse parte da minha rotina e do meu universo, mesmo sendo esse universo pequeno. Ao fim de um ano e centenas de fotografias depois, este ensaio é um desabrochar de imagens inesperado, fruto da minha rotina e desta cidade. Por isso o título: "Emergir".

Trata-se de um retrato de Viseu construído em dois mil e doze, contado pelas tradições, as aldeias, as casas e as pessoas que por mim se cruzaram.

 

A publicação

A primeira edição (esgotada) desta obra foi publicada pela Medíocre em 2013. Impressa em offset sobre papel de 120gr creme, o pequeno livro tem um toque suave e a paginação dá espaço para as imagens respirarem. O texto, também da minha autoria, completa a viagem que as imagem iniciam.