Blogue

a Jigsaw no Museu Nacional Grão Vasco

Faz hoje oito dias que recebia uma chamada do Jorri, uma das metades dos a Jigsaw. Entre algumas interferências escutou-se uma pergunta, "Queres almoçar?". Quem não quer?

Dali por algumas horas ele é o João Rui estariam no Museu Nacional Grão Vasco para um pequeno concerto durante a Abertura do Ano Judicial celebrada pela Delegação de Viseu da Ordem dos advogados.
Enquanto a hora não chegava colocou-se a conversa em dia. Desde os planos para a próxima obra a publicar, o que significa o bitrate e os hertz nos ficheiros .wav, até à vida difícil que era ser pescador na Noruega. Falou-se como velhos amigos que se vêm todos os dias, não se vendo há anos.

Quando o concerto começou, embora nem todos os ouvidos escutassem, a emoção com que a música brotava era arrepiantemente sincera. As melodias continuam envolventes e é difícil escapar ao encanto da guitarra, do banjo, do piano e da melódica tal como tocada por eles. 
Eu por outro lado, ainda ouço melhor atrás de uma câmara fotográfica. Este é um pequeno registo feito durante aquela tarde. Bela tarde. Como nem tudo é bom, saí de lá com uma constipação.

E porque não escutar?

Como nem todas as fotografias cantam, estas são duas das músicas do mais recente álbum da banda No True Magic. Já é o quarto disco de originais no meio de uma meio cheia de EPs e outras canções únicas. Descubram o trabalho deles, não é sempre que boa gente faz boas coisas, mas estes dois (e aqueles que os acompanham nos discos) são afortunados.